Metadatos para la preservación digital de datos abiertos: una estudio de identificación

Victória de Abreu e Silva, Márcio Bezerra da Silva

Resumen


Objetivo. Investigación que pretende identificar los estándares de metadatos útiles para la preservación digital y la disponibilidad de los datos abiertos según la literatura actual.

Método. Se caracteriza por ser una investigación exploratoria, en la identificación de estándares de metadatos, y bibliográfica, por la base literaria necesaria sobre la representación descriptiva de la información, la preservación digital y los metadatos, con el fin de tratar, preservar y hacer disponibles digitalmente los datos abiertos, desde el enfoque cualitativo de la recogida de datos.

Resultados. Resultados, basados en la investigación literaria, en el elenco de entornos como sitios gubernamentales, Institutos de Investigación, repositorios digitales, catálogos electrónicos y bibliotecas digitales que adoptan estándares de metadatos utilizables para la preservación y disponibilidad de datos abiertos, siendo, específicamente, los esquemas: Dublin Core, utilizado en entornos como el Portal de Datos Abiertos de Brasil; Preservation Metadata Implementation Strategies, presente en repositorios como el Repositorio Digital de Carolina; Metadata Object Description Schema, adoptado por sistemas como el Copac: Catálogo de Bibliotecas de Investigación del Reino Unido e Irlanda; y Metadata Encoding and Transmission Standard, al que se accede para gestionar objetos digitales en bibliotecas y repositorios como la Biblioteca Nacional
Biblioteca Digital de Portugal.

Conclusiones. Se llegó a la conclusión de que la única norma de metadatos pensada específicamente en la preservación digital, y que se considera como la recomendada para la salvaguarda digital y la puesta a disposición de datos abiertos, es la Preservation Metadata Implementation, La única norma de metadatos diseñada específicamente para la preservación digital y que, si se considera recomendable para la preservación digital y la disponibilidad de datos abiertos, es la Preservation Metadata Implementation, basada en campos como los derechos, los agentes y los eventos. otros fines, también permiten la conservación de los datos, como es el caso de Dublin Core, en el uso de elementos fuente, relación, [...] y la Norma de Transmisión, adoptando los componentes de la sección de enlace estructural y de la sección de comportamiento.


Palabras clave


Dados abertos; Metadados; Preserveção digital; Preservation metadata implementation

Referencias


AGANETTE, Elisângela Cristina; TEIXEIRA, Livia Marangon Duffles; AGANETTE, Karina de Jesus Pinto. A representação descritiva nas perspectivas do século XXI um estudo evolutivo dos modelos conceituais. Encontros Bibli, Santa Catarina, v. 22, n. 50, p.176-187, set. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2017v22n50p176/34701. Acesso em: 03 maio 2019.

ALVES, Bruno Henrique. Abordagens métricas: análise da produção científica de artigos e rede de colaboração científica dos docentes do programa de pós-graduação em ciência da informação, na linha de pesquisa organização da informação da UNESP/Marília. Revista de Iniciação Científica da FFC, São Paulo, v. 9, n. 2, p.104-115, 2009. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/ric/article/view/248. Acesso em: 25 out. 2017.

ARAUJO, Priscilla Mara Bermudes; SOUZA, Rosali Fernandez de; ARELLANO, Miguel Ángel Márdero. Preservação digital e os periódicos científicos eletrônicos brasileiros em ciência da informação. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (XVI ENANCIB), 16, 2015, João Pessoa. Anais. Disponível em: http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2015/enancib2015/paper/viewFile/2829/1177. Acesso em: 25 out. 2017.

ARELLANO, Miguel Ángel Márdero. Preservação de documentos digitais. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 2, p.15-27, maio 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v33n2/a02v33n2.pdf. Acesso em: 09 ago. 2017.

BIBLIOTECA NACIONAL DIGITAL DE PORTUGAL. Apresentação. 2019. Disponível em: http://purl.pt/index/geral/PT/about.html. Acesso em: 03 maio 2019.

Brown University Library (2019). Welcome. 2019. Recuperado em 15 dezembro, 2018, de https://library.brown.edu/.

CAMPOS, Luiz Fernando de Barros. Metadados digitais: revisão bibliográfica da evolução e tendências por meio de categorias funcionais. Encontros Bibli, n. 23, 1. sem. 2007. Disponível em: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2007v12n23p16/390. Acesso em 24 abr. 2017.

COLUMBIA DIGITAL LIBRARY. Welcome. 2018. Disponível em: https://dlc.library.columbia.edu/. Acesso em: 03 maio 2019.

CAROLINA DIGITAL REPOSITORY. About the Repository. 2018. Disponível em: https://blogs.lib.unc.edu/cdr/. Acesso em: 30 maio 2018a.

COPAC. About us. 2018a. Disponível em: https://copac.jisc.ac.uk/about/. Acesso em: 02 jun. 2018.

FERNANDES, Amaury. Notas Sobre a Evolução Gráfica do Livro. Comum. Rio de Janeiro: Faculdades Integradas Hélio Alonso, 2001. v.6, nº 17. p. 126 / 148. Disponível em: http://www.producaografica.com.br/textos/NotEvGrafLiv.pdf. Acesso em: 11 out. 2017.

FERREIRA, Miguel. Introdução à preservação digital: conceitos, estratégias e actuais consensos. Guimarães, Portugal: Escola de Engenharia da Universidade do Minho, 2006. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/5820. Acessado em: 17 out. 2017.

FONSECA FILHO, Cléuzio. História da Computação: O caminho do pensamento e da tecnologia. Rio Grande do Sul: Edipucrs, 2007.

FORMENTON, Danilo. Identificação de padrões de metadados para preservação digital. 2015. 103 f. Dissertação (Mestrado) - Curso do Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade, Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/7221. Acesso em: 28 maio 2018.

GRÁCIO, José Carlos Abbud. Metadados para a descrição de recursos da Internet: o padrão Dublin Core, aplicações e a questão da interoperabilidade. 2002. 127 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Ciência da Informação, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2002. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Pos- Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/gracio_jca_dr_mar.pdf. Acesso em: 22 ago. 2017.

GRÁCIO, José Carlos Abbud; FADEL, Bárbara. Metadados para a preservação da informação digital. In: Encontro de Pesquisadores, 10, 2009, Franca, Anais, p. 354-362. Disponível em: http://legacy.unifacef.com.br/novo/3fem/Encontro/Arquivos/Jose%20Gracio%20e%20Barba ra%20Fadel.pdf. Acesso em: 24 out. 2017.

ISOTANI, Seiji; BITTENCOURT, Ig Ibert. Dados conectados abertos. São Paulo: Edtora Novatec, 2015.

JESUS, Joana D’arc Pereira de; KAFURE, Ivette. Preservação da informação em objetos digitais. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 2, p.29-43, 2010. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/index.php/biblio/article/download/7532/5516. Acesso em: 17 out. 2017.

LOURENÇO, Cíntia Azevedo. Metadados: o grande desafio na organização da web. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 17, n. 1, p.65-72, jan. 2007. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/466/1466. Acesso em: 28 ago. 2018.

MILETTO, Evandro Manara; BERTAGNOLLI, Silvia de Castro (Org.). Desenvolvimento de Software II: introdução ao desenvolvimento web com HTML, CSS, JAVASCRIPT e PHP. Rio Grande do Sul: Bookman, 2014.

MUNHOZ, Augusto Maciel. Preservação digital de acervos: uma análise das políticas e estratégias utilizadas pelas universidades do Rio Grande do Sul. 2011. 63 f. Monografia (Graduação) - Curso de Biblioteconomia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/37473. Acesso em: 19 ago. 2017.

MUCHERONI, Marcos Luiz; SILVA, José Fernando Modesto da. A interoperabilidade dos sistemas de informação sob o enfoque da análise sintática e semântica de dados na web. Ponto de Acesso, Salvador, v. 5, n. 1, p.03-18, abr. 2011. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/3622/3661. Acesso em: 03 nov. 2017.

NATIONAL INFORMATION STANDARDS ORGANIZATION. Understanding Metadata. 2004. Disponível em: http://www.niso.org/publications/press/UnderstandingMetadata.pdf. Acesso em: 05 set. 2017.

OLIVEIRA, Renan Rodrigues de; CARVALHO, Cedric Luiz de. Implementação de Interoperabilidade entre Repositórios Digitais por meio do Protocolo OAI-PMH. Goiás: Instituto de Informática Universidade Federal de Goiás, 2009. 56 p. Disponível em: . Acesso em: 05 maio 2019.

OLIVEIRA, Zita Prates et al. O uso do dampo MARC 9XX para controle bibliográfico. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 2, p. 179-186, maio/ago. 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v33n2/a19v33n2. Acesso em: 20 maio 2019.

OPEN KNOWLEDGE FOUNDATION. Open Data. 2019a. Disponível em: http://opendatahandbook.org/glossary/en/terms/open-data/. Acesso em: 19 maio 2019.

OPEN KNOWLEDGE INTERNACIONAL. The Open Definition. 2019b. Disponível em: http://opendefinition.org/. Acesso em: 03 maios 2019.

PORTAL BRASILEIRO DE DADOS ABERTOS. Portal. 2019. Disponível em: http://dados.gov.br/. Acesso em: 03 maio 2019.

RODRIGUES, Daniel. et al. Descobrindo o OAIS. 2013. Disponível em: http://preservacaodigital5.blogspot.com.br/2013/01/descobrindo-o-oais.html. Acesso em: 24 mar. 2018.

SARACEVIC, Tefko. Interdisciplinarity nature of Information Science.Tradução de: Durval de Lara Filho. Ciência da Informação, Brasília, 1995 v.24, n.1, p.36-41. Disponível em: http://www.uff.br/ppgci/editais/saracevicnatureza.pdf. Acesso em: 25 set. 2017.

SOUZA, Marcia Izabel Fugisawa; VENDRUSCULO, Laurimar Gonçalves; MELO, Geane Cristina. Metadados para a descrição de recursos de informação eletrônica: utilização do padrão Dublin Core. Ciência da Informação. 2000, vol.29, n.1, pp.93-102. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-

SAYÃO, Luís Fernando; SALES, Luana. Dados abertos para pesquisa: ampliando o conceito de acesso livre. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p.76-92, jun. 2014. Disponível em: https://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/611. Acesso em: 03 maio 2019.

SAYÃO, Luís Fernando. Metadados para preservação digital: Aplicação do modelo OAIS. Conselho Nacional de Energia Nuclear – Centro de Informações Nucleares – MCT/CNEN/CIN, 2007. 67 slides, color.

SAYÃO, Luís Fernando. Preservação digital no contexto das bibliotecas digitais: uma breve introdução. In: (ORG), Carlos H. Marcondes. Et al. Bibliotecas Digitais: saberes e práticas. 2. ed. Brasília: Edufba, 2005. p. 127-150. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/275031138_Preservacao_digital_no_contexto_das_bibliotecas_digitais_uma_breve_introducao. Acesso em: 25 set. 2017.

SAYÃO, Luís Fernando. Uma outra face dos metadados: informações para a gestão da preservação digital. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, v. 15, n. 30, p.1-31, 2010. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518- 2924.2010v15n30p1. Acesso em: 03 maio 2019.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM BRASIL. Sobre o W3C. 2011. Disponível em: http://www.w3c.br/Sobre/. Acesso em: 1 maio 2018.




DOI: https://doi.org/10.5195/biblios.2020.793

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2020 Victória de Abreu e Silva, Márcio Bezerra Da Silva

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.