Innovación en servicios de información: un análisis bibliométrico de la producción científica

Ketry Gorete Farias dos Passos, Sirlene Pintro, Bruna Devens Fraga, Gertrudes Aparecida Dandolini, João Artur de Souza, Gregório Jean Varvakis

Resumen


Este artículo tiene como objetivo mapear la producción científica sobre la innovación en servicios de información, enfocado en las bibliotecas, considerando la importancia del tema en el contexto de la innovación. Este estudio utiliza como método el análisis bibliométrico relacionado a itens como publicaciones, revistas de publicación, citaciones, entre otros; con búsquedas en la base de datos Web of Science. En cuanto a los resultados de la investigación se puede constatar que las revistas que más publican sobre innovación en servicios de información son respectivamente Library Journal, College & Research Libraries, y Journal of Academic Librarianship. Se resalta que, de los diez artículos más citados, la mayoría (ocho artículos) tratan de estudios exploratorios y dos artículos tratan de estudios teóricos, siendo que seis de estos fueron aplicados en bibliotecas universitarias. Entre los contextos de análisis abordados, se destacan los estudios sobre variables estructurales de las bibliotecas en relación a la innovación, ambiente económico, perfil de liderazgo, capacidad para asumir riesgos, TIC como facilitadores de la innovación, mejores prácticas para innovar y la importancia de la difusión de la innovación en bibliotecas. Como consideraciones finales se puede constatar que cada estudio analiza una vertiente de la innovación, siendo que ninguno de los estudios puede, aisladamente, suministrar una dirección definitiva de cómo mejorar la innovación en servicios de información. Sin embargo, en conjunto esos estudios pueden suministrar la directriz para la creación o la reestructuración de un servicio de información innovador.

Palabras clave


Innovación ; Servicios de información ; Bibliotecas ; Tecnologías de Información y Comunicación ; Bibliometría

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


ALMEIDA, M. C. B. Planejamento de bibliotecas e serviços de informação. Briquet de Lemos Livros, 2000.

AMARAL, E. C. E. A TIC: tecnologia da informação e comunicação na educação. Revista Belasartes, n. 7, 2011.

ANDREASSI, T. Porque é tão difícil inovar em serviços. TEC HOJE–uma revista de opinião, 2002.

BARRETO, A. A. A eficiência técnica e econômica e a viabilidade de produtos e serviços de informação. Ciência da informação, v. 25, n. 3, 1996.

BICAS, H. E. A.; ROTHER, E. T.; BRAGA, M. E. R. Fatores de impacto, outros índices bibliométricos e desempenhos acadêmicos. Arq Bras Oftalmol, v. 65, p. 151-152, 2002.

BROWNING, H. L.; SINGELMANN, J. The transformation of the US labor force: the interaction of industry and occupation. Politics & Society, v. 8, n. 3-4, p. 481-509, 1978.

CASTRO FILHO, C. M.; VERGUEIRO, W. A permeabilidade das unidades de informação à gestão do conhecimento: o ambiente das bibliotecas especializadas brasileiras. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO, 21., 2005, Curitiba. XXI Congresso... Curitiba, 2005.

CORRÊA, H. L.; CAON, M. Gestão de serviços: lucratividade por meio de operações e de satisfação dos clientes. São Paulo: Atlas, 2008.

CROSSAN, M.; APAYDIN, M. A multi-dimensional framework of organizational innovation: a systematic review of the literature. Journal of Management Studies, v. 47, n. 6, p.1154-1191, 2010.

DAMANPOUR, F.; CHILDERS, T. The Adoption of Innovations in Public-Libraries. Library & Information Science Research, v. 7, n. 3, p. 231-246, 1985.

DELICA, K. N.; ELBESHAUSEN, H. Socio-cultural innovation through and by public libraries in disadvantaged neighbourhoods in Denmark: concepts and practices. Information Research, v. 18, n. 3, 2013.

DHOLAKIA, N.; MUNDORF, N.; DHOLAKIA, R. R. Novos serviços de informação e comunicação: um quadro de referência estratégica. Ciência da Informação, Brasília, v. 26, n. 3, 1997.

DRAKE, M. A.; OLSEN, H. A. Economics of Library Innovation. Library Trends, v. 28, n. 1, p. 89-105, 1979.

ECKHARDT, M.; LEMOS, A. C. F. V. O impacto da tecnologia da informação e Comunicação. Sociais e humanas, Santa Maria, v. 20, Ed. esp. Set. 2007.

FALAGAS, M. E.; PITSOUNI, E. I.; MALIETZIS, G. A.; PAPPS, G. Comparison of PubMed, Scopus, web of science, and Google scholar: strengths and weaknesses. The FASEB journal, v. 22, n. 2, p. 338-342, 2008.

FIGUEIREDO, N. Inovação, produtividade e sistemas de informação. Ci. Inf., Brasilia, v. 18, n. 1, p. 83-95, jan./jun. 1989.

FITZSIMMONS, J. A.; FITZSIMMONS, M. J. Administração de serviços: operações, estratégia e tecnologia da informação. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

GIANESI, I. G. N.; CORRÊA, H. L. Administração estratégica de serviços: operações para a satisfação do cliente. São Paulo: Atlas, 2009.

GRÖNROOS, C. Marketing: gerenciamento e serviços. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

HARRIS, M. Technology, innovation and post-bureaucracy: the case of the British Library. Journal of Organizational Change Management, v. 19, n. 1, p. 80-92, 2006.

HOWARD, H. A. Organizational-Structure and Innovation in Academic-Libraries. College & Research Libraries, v. 42, n. 5, p. 425-434, 1981.

JANTZ, R. C. Innovation in academic libraries: an analysis of university librarians' perspectives. Library & Information Science Research, v. 34, n. 1, p. 3-12, 2012.

JUAREZ-URQUIJO, F. Technology, innovation and the social web: the value of dimension in the public library. The case of the Muskiz library. El Profesional de la Informacion, v. 17, n. 2, p. 135-143, 2008.

KATSIRIKOU, A.; SEFERTZI, E. Innovation in the everyday life of libraries. Technovation, n. 20, v. 12, p. 705-709, 2000.

KELLY, D.; STOREY, C. New service development: initiation strategies. Library Consortium Management: An International Journal, v. 2, n. 5/6, p. 104-122, 2000.

KOTLER, P.; KELLER, K. L. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

KUBOTA, L. C. As KIBS e a inovação tecnológica das firmas de serviços. Economia e Sociedade, Campinas, v. 18, n. 2, p. 349-369, 2009.

LOVELOCK, C.; WRIGHT, L. Serviços: marketing e gestão. São Paulo: Saraiva, 2002.

LUQUIRE, W. Attitudes toward automation innovation in academic-libraries. Journal of Academic Librarianship, v. 8, n. 6, p. 344-351, 1983.

MACHADO, R. N. Análise cientométrica dos estudos bibliométricos publicados em periódicos da área de biblioteconomia e ciência da informação (1990-2005). Perspectivas em ciência da informação, v. 12, n. 3, p. 2-20, 2007.

MAJID, S.; KHOO, C. Environment Intelligence: An Innovative Information Service. Singapore Journal of Library & Information Management, v. 38, 2009.

MANHÃES, M. C. Innovativeness and Prejudice: Designing a Landscape of Diversity for Knowledge Creation. 2015. 401 p. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da Universidade Federal de Santa

MOORE, M. Innovation and education: unlimited potential for the teaching library. Bulletin of the Medical Library Association, v. 77, n. 1, p. 26-32, 1989.

MUGNAINI, R.; JANNUZZI, P. M.; QUONIAM, L. Indicadores bibliométricos da produção científica brasileira: uma análise a partir da base Pascal. Ciência da Informação, v. 33, n. 2, p. 123-131, 2004.

MUSMANN, K. The diffusion of innovations in libraries: a review of the literature on organization theory and diffusion research. Libri, v. 32, n. 4, p. 257-277, 1982.

PALETTA, F. A. C.; PALETTA, F. C. Tecnologia de Informação, Empreendedorismo e Inovação em Bibliotecas Universitárias. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS - SNBU, São Paulo, 2008. Anais... São Paulo, 2008. Disponível em: <www.sbu.unicamp.br/snbu2008>. Acesso em: 28 set. 2015.

ROZADOS, H. B. A informação científica e tecnológica e os serviços de informação. Revista Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 16, n. 1, p. 65-82, 2006.

SILVA, M. R.; HAYASHI, C. R. M.; HAYASHI, M. C. P. I. Análise bibliométrica e cientométrica: desafios para especialistas que atuam no campo. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, v. 2, n. 1, p. 110-129, 2011.

SANTOS, J. L.; URIONA-MALDONADO, M.; SANTOS, R. N. M. Inovação e conhecimento organizacional: um mapeamento bibliométrico das publicações científicas até 2009. Organizações em contexto, São Bernardo do Campo, Ano 7, n. 13, jan.-jun. 2011.

SCHMENNER, R. W. Administração de operações em serviços. Tradução: Lenke Peres. São Paulo: Futura, 1999.

SCHUMACHER, D., The professional organization: a means for information transfer. In: STERN, B.T., ed, Information and innovation. SEMINAR OF ICSU-AB ON THE ROLE OF INFORMATION IN THE INNOVATIVE PROCESS. 1982, Amsterdam. Proceedings… 1982. Amsterdam, North Holland, 1982, pag. 87-93.

SILVEIRA, A. C. M. (org.). Divulgação científica e tecnologias de informação e comunicação. Santa Maria: FACOS-UFSM, 2003. 252 p.

TOFFLER, A. Powershift: as mudanças do poder. 4. ed. Rio de Janeiro: Record, 1995.

TROTT, P. Gestão da inovação e desenvolvimento de novos produtos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

VANTI, N. A. P.. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

VARGAS, E. R. de. A dinâmica da inovação em serviços: o caso dos serviços hospitalares no Brasil e na França. Tese de doutorado. Programa de Pós-Graduação em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Porto Alegre, 2006.

VARGO, S. L. et al. Innovation through institutionalization: A service ecosystems perspective. Industrial Marketing Management, v. 44, p. 63– 72, nov. 2015.

VARGO, S. L.; LUSCH, R. F. Service-dominant logic: continuing the evolution. Journal of the Academy of Marketing Science, v. 36, n. 1,

p. 1–10, 2008.

WASSERMAN, P. Innovation and design of information products and services. Infomediary, v. 1, p. 11-16, 1985.

WHITE, M. D. Diffusion of an innovation: Digital reference service in Carnegie foundation Master's (Comprehensive) academic institution libraries. Journal of Academic Librarianship, v. 27, n. 3, p. 173-187, 2001.

YING, Z. E. N. G. On the Analysis of Library Information Ethics and the Standard Construction in the Era of Big Data. Studies in Literature and Language, v. 11, n. 4, p. 25-28, 2015.




DOI: https://doi.org/10.5195/biblios.2016.283

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2016 Ketry Gorete Farias dos Passos, Sirlene Pintro, Bruna Devens Fraga, Gertrudes Aparecida Dandolini, João Artur de Souza, Gregório Jean Varvakis

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.